INSUCESSO NO TRATAMENTO ENDODÔNTICO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

  • Aline Inês Werlang Uceff Faculdades
  • Flávia Baldissarelli
  • Fábio André Werlang
  • José Roberto Vanni
  • Mateus Silveira Martins Hartmann

Resumo

O insucesso da terapia endodôntica é decorrente de diversos fatores, entre eles, patológicos, técnicos, anatômicos e sistema imunológico do paciente. Diante de falhas dos tratamentos endodônticos, o objetivo deste estudo foi realizar uma revisão de literatura, para avaliar os índices de insucesso da terapia inicial, os métodos de controle após o tratamento e os fatores etiológicos que possam desencadear o insucesso endodôntico. A pesquisa bibliográfica foi realizada mediante periódicos eletrônicos e livros didáticos. Ante os estudos analisados, pode-se concluir que o principal fator para o insucesso da terapia endodôntica é a presença de infecção intrarradicular. Sendo a associação entre a obturação do canal radicular e restauração coronária adequadas apresentou as menores taxas de insucesso endodôntico. Ainda, o índice de falhas do tratamento endodôntico apresentado foi de, aproximadamente, 15%, e a tomografia computadorizada cone beam foi o método de avaliação da condição periapical que apresentou resultados mais fiéis. Além de que, o Enterococcus faecalis mostrou significativa relação com tratamentos endodônticos falhos.


Palavras-chave: Periodontite apical. Endodontia. Resultado de tratamento. Falha. Etiologia.

Publicado
2016-12-02
Como Citar
WERLANG, Aline Inês et al. INSUCESSO NO TRATAMENTO ENDODÔNTICO: UMA REVISÃO DE LITERATURA. Revista Tecnológica / ISSN 2358-9221, [S.l.], v. 5, n. 2, p. 31 - 47, dec. 2016. ISSN 2358-9221. Disponível em: <https://uceff.edu.br/revista/index.php/revista/article/view/146>. Acesso em: 18 may 2022.
Seção
Saúde